Monte Alto não tem nenhum caso confirmado da doença; vacinas estão disponíveis nas unidades de saúde

Julio César David Pereira, diretor da Vigilância em Saúde do município

Balanço divulgado na quarta-feira, 24, pelo Ministério da Saúde informa que foram confirmados 130 casos de febre amarela no país entre julho de 2017 e janeiro deste ano, sendo 61 em São Paulo, 50 em Minas Gerais, 18 no Rio de Janeiro e um no Distrito Federal. A pasta confirmou ainda 53 óbitos pela doença, sendo 24 em Minas Gerais, 21 em São Paulo, sete no Rio de Janeiro e um no Distrito Federal. Em Monte Alto, nenhum caso foi confirmado, destacou o diretor da Vigilância em Saúde, Julio César David Pereira, em entrevista à Rádio Cultura nesta semana.
Os números foram apresentados durante videoconferência entre o ministério e representantes estaduais e municipais de São Paulo, do Rio de Janeiro e da Bahia, onde serão realizadas campanhas de vacinação contra a febre amarela com uso de doses fracionadas. Entre julho de 2016 e janeiro do ano passado, mesmo período analisado pelo balanço atual, foram registrados 397 casos e 131 óbitos pela doença.
VACINA – O ministro da Saúde, Ricardo Barros, reforçou à imprensa que a vacina contra a febre amarela, apesar de fracionada, tem “excelente efetividade, ótima qualidade e está produzindo a imunização de forma adequada”.
Já em Monte Alto, a vacina continua sendo com a dose padrão. “A vacina de febre amarela está no quadro do município, há vários anos. Muita gente tem procurado os postinhos de saúde para buscar informações. Importante lembrar que uma dose é válida por toda a vida”, ressaltou Julio César.