Certificado reconhece a boa gestão ambiental municipal e garante à prefeitura premiada prioridade na captação de recursos do FECOP

No palco, João Paulo Rodrigues e Tadeu Nunes recebem a certificação

 

Na quarta-feira, 13, o vice-governador Márcio França anunciou o Ranking Ambiental 2017 do Estado de São Paulo. A divulgação foi feita durante a comemoração de 10 anos do Programa Município VerdeAzul (PMVA), que contou com a presença do secretário do Meio Ambiente, Maurício Brusadin e do secretário de Agricultura, Arnaldo Jardim.
Monte Alto esteve no evento promovido no Palácio dos Bandeirantes. Acompanhando o prefeito João Paulo Rodrigues e o interlocutor do PMVA no município, Tadeu Veronezi Nunes, estiveram o secretário de Planejamento, Paulo César Carello; o diretor de Trânsito, Renato Ulian; o diretor de Indústria, Comércio, Turismo e Marketing, Rogério Menani; o assessor de imprensa da Prefeitura, Raphael Bertolli; os vereadores João Augusto Picolo e Thiago Cetroni; e a engenheira agrônoma Eloiza Santana Seixas, responsável por parte dos estudos ambientais realizados ao longo do ano.
Das 645 cidades paulistas que participaram do programa neste ano, somente 48 receberam a certificação. Monte Alto ficou na 24ª posição, com 84,97 pontos. O resultado fez com que os representantes do município vibrassem, pois se trata do reconhecimento de um trabalho iniciado em março, após um período de quatro anos sem o certificado. Em 2016, a cidade ficou na 139ª colocação com 63,56 pontos.
“Esta conquista é compartilhada com todos da Prefeitura que abraçaram conosco este desafio, os munícipes que colaboraram com os trabalhos e membros do COMDEMA (Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente). Isso mostra o comprometimento e seriedade de todos os envolvidos com a causa, pois não se trata de uma nomeação, mas a luta em tornar o município um local melhor”, enfatiza o interlocutor Tadeu Veronezi Nunes.
Segundo os envolvidos no programa, o desafio agora aumenta, pois representa não apenas a manutenção do certificado em Monte Alto nos próximos anos, mas a melhoria no ranking. “Para isso, iniciamos já as atividades que serão apresentadas no final de 2018, aumentando o número de ações e buscando um maior envolvimento de todos”, finaliza Tadeu.
A cidade de Novo Horizonte pelo terceiro ano consecutivo lidera o ranking dos municípios do PMVA. O município do norte paulista obteve 97,45 de pontuação. Na segunda colocação ficou Fernandópolis, com 96,22 e, em terceiro, o município de Pederneiras, com 94,61. O ranqueamento é resultado da avaliação técnica das informações fornecidas pelos municípios. São critérios pré-estabelecidos de medição da eficácia das ações executadas. Em 2017 houve novidades para os municípios que aderiram ao PMVA, com duas pré-certificações, que aconteceram em junho e setembro, além da participação nos encontros do Ambiente Móvel.
O prefeito João Paulo ainda assinou durante a viagem, momentos antes da divulgação do resultado do VerdeAzul, um convênio no valor de R$ 300 mil com o FECOP – Fundo Estadual de Controle da Poluição Ambiental, para aquisição de uma nova pá carregadeira à cidade.
O PROGRAMA – Lançado em 2007 pelo Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente, o PMVA tem o inovador propósito de medir e apoiar a eficiência da gestão ambiental com a descentralização e valorização da agenda ambiental nos municípios. Assim, o principal objetivo do PMVA é estimular e auxiliar as prefeituras paulistas na elaboração e execução de suas políticas públicas estratégicas para o desenvolvimento sustentável do Estado. As ações compõem as dez diretivas norteadoras da agenda ambiental local e abrangem vários temas estratégicos para a preservação do meio ambiente. A equipe técnica do PMVA oferece capacitação técnica aos interlocutores indicados pela municipalidade e, ao fim de cada ciclo publica o “Ranking Ambiental dos municípios paulistas”.